O Rei das Blue-Chips!

O Rei das Blue-Chips!
O objetivo deste blog é de mostrar opiniões sobre o mercado de ações no Brasil.

14/12/2014

Uma rápida análise sobre a Petrobras e uma proposta de solução dos problemas atuais

A Petrobras tem 13,04 bi de ações. Tem cerca de 13,8 bi de BOE de reservas provadas em ÁGUAS RASAS e continentais, não considerando o pré-sal (somente petróleo e condensado).

Fazendo uma conta rápida, é quase 1 ação para 1 barril em águas rasas e continentais (1,058).

Podemos considerar que o lucro líquido dos BOE é perto de 12% do preço internacional. Então, 1 barril estaria gerando perto de US$ 7,61 de lucro por ação (crude oil a US$ 60,00).

Assim, por ação, estas reservas teriam o preço estimado, aproximado, de R$ 19,80. Entendo que esse seria um valor BASE de cotação para PETR4, ou seja, uma forma  simples de P/L apenas considerando as reservas provadas sem pré-sal e outros ativos.

Considerando o total de ativos menos dívida (ou seja, o PL), o VPA da Petrobras era de 27,77 em 2T14.

Esses números indicam que a cotação atual de R$ 10,11 para PETR4 parece estimar a falta de perspectiva positiva futura para a empresa e que há muitos problemas, gerando um pesado desconto de cerca de 17,00 frente a seu VPA e de  cerca de 10,00 frente a minha estimativa para as reservas de águas rasas. Um dos problemas já abordei no artigo  deste link (PeTrolão).

Os outros problemas parecem estar ligados ao pré-sal (baixa lucratividade ou mesmo inviabilidade nos preços atuais do oil) e ao altíssimo endividamento.

As atuais cotações do oil colocam em xeque os pesados investimentos da empresa, porque:

a) modelo de exploração do pré-sal obriga a empresa a ser operadora dos blocos;

b) o custo de exploração, que, segundo estimativas, está perto ou acima de US$ 60,00/barril, deixa o pré-sal no limite da inviabilidade, afinal, o crude oil  está hoje a exatamente US$ 60,00/barril.

Os planos divulgados pela empresa (PNG 2014-2018) preveem um total de US$ 220,6 bi em investimentos.

Desse total, US$ 135 bi seria destinado ao pré-sal (60%, ou US$ 82 bi) e ao pós-sal ( 40% ou US$ 53,9 bi).

Em R$, teríamos, de 2014 a 2018:

Total dos investimentos: 573 bi.

No pré-sal:   213,2 bi.

No pós-sal: 140,1 bi.


O problema está aí: serão investidos 213,2 bi no pré-sal, mas se os preços do oil ficarem baixos demais, a lucratividade será zero, ou pior, NEGATIVA, o que seria desastroso!

Então, QUAL SERIA UMA BOA SOLUÇÃO?

Considerando o enorme endividamento atual da Petrobras, de 241 bi em 2T14 (dívida líquida), que gera perto de 17 bi ao ano de juros (ou 1,29 por ação), a solução é VENDER!!

Vender cada vez mais oil, mas tem que ser de menor custo, de águas rasas e continental.

Para acelerar as vendas de petróleo de águas rasas, por que não comprar empresas nacionais que já contam com recursos contingentes e com algumas reservas?

Além das empresas de oil listadas na Bovespa, existem várias outras pequenas, bastando ver o site da ANP.

Focando as empresas abertas:

OGpar: tem vários campos de exploração ainda intocados e não tem grana para começar a explorar.

OSX: é uma solução para pronta entrega de duas FPSO, com a vantagem de ter no Açu uma ótima área contratada para 30 anos, a baixo custo de aluguel. Também não tem grana para mais nada.

HRT: caixa minguando, mas tem bom potencial em Solimões, principalmente para gás. O problema é o alto custo para monetizar este gás, mas a Petrobras já tem boa estrutura por lá, o que facilitaria.

QGEP: empresa que está em boa situação financeira, por causa de seu conservadorismo e baixo endividamento. Mas demora muito para monetizar seus campos de oil.

Se a Petrobras comprasse estas empresas, certamente haveria ganhos de escala e sinergias. E o principal: a Petrobras tem geração de caixa para investir no CAPEX necessário para tirar o oil e gás que as empresas possuem.

Além disso, a Petrobras poderia desenvolver a OSX. Dá dó de ver um bom projeto, o estaleiro, parado lá, enferrujando, quando poderia estar gerando renda.

Qual seria a produção diária em BOE das 3 empresas acima? Seria igual à atual, mas a Petrobras poderia acelerar o desenvolvimento da produção.

Dos 213 bi que a Petrobras investiria até 2018 no caro e, atualmente, duvidoso, pré-sal, bastaria apenas uma fração para comprar as 4 empresas e ainda sobraria muito para o CAPEX.

Vamos a umas contas: qual poderia ser o preço de compra de todas as ações das 4 empresas?

Temos que considerar que prejuízo é investimento, ou seja, não foi fácil para as 4 empresas chegarem no status atual, ainda que em péssima situação, no caso de OGpar, OSX e HRT.

Portanto, faço 3 estimativas de possíveis preços de compra de TODAS as ações das 4 empresas:



Veja que, mesmo com um preço de compra BEM ALTO frente à atual cotação das empresas em bolsa, a Petrobras despenderia entre 19 bi e 32 bi, ou 9% a 15% do total de 213 bi previsto para o pré-sal.

A geração de caixa da Petrobras permite essa compra, afinal, só em 6M14 a empresa gerou 23,7 bi de caixa. Em 2013 e 2012, a geração de caixa foi de 66 bi e 64 bi, respectivamente. O problema é que a empresa precisa alocar caixa em pesados investimentos, sendo a maior parte no pré-sal.

Quais as vantagens nessa hipótese? Entendo que seriam, além do que já escrevi acima:

a) colocar o pré-sal em stand by até que os preços do oil se definam, para que seja avaliada a continuidade da exploração ou se seria necessário rever o sistema de exploração (mudança do marco legal).

b) Acelerar o desenvolvimento do potencial de águas rasas, que tem menor custo que o pré-sal.

c) Ajudar a acabar com a péssima imagem que OGpar, OSX e HRT deixaram. É óbvio que o fracasso destas empresas não faz bem para o país. Comprar as empresas seria pelo menos uma solução decente, ao invés de deixá-las simplesmente quebrar. Ajudaria também a melhorar a imagem do mercado de capitais brasileiro, que acho que está fortemente abalada, principalmente pelas falcatruas X.

d) Desenvolver os potencial de gás em Solimões da HRT (e também da OGpar e QGEP). Atualmente, com o problema hidrológico, é fundamental que as reservas de gás brasileiras saiam logo do solo, para que um possível problema de falta de energia no futuro seja evitado.

Qual o nível de BOE diários que a possível compra acima iria gerar?? NÃO SEI!! Mas basta observar o portfolio das empresas para constatar que há bom potencial a ser explorado, além da pequena extração já existente.

NÃO É UMA SUGESTÃO MALUCA!!  Conforme quadro acima, o preço de compra poderia corresponder entre 0,12 bi e 0,20 bi de BOE (preço de venda do oil a US$ 60,00/barril) no total das 4 empresas, o que não é alto, já que há muitos campos de exploração nas empresas acima.

Na proposta mais alta (a estimativa 3), o valor de compra equivaleria a cerca de 203.000.000 de BOE. Basta ver o portfolio das empresas acima e inferir que poderia ser extraído mais do que isso, considerando todos os campos.

Enfim, é apenas uma hipótese que poderia ajudar a Petrobras resolver o atual problema do endividamento e de necessidades de aumento de produção e vendas. Quanto ao PeTrolão, é outro problema.

Quero deixar claro que esse estudo não visa recomendar compra, venda ou manutenção de ações. Trata-se apenas de um mero estudo opinativo.

Vejam minhas outras análises em 

http://analisedefundamentos.blogspot.com.br/


14 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Deve estar comprado nestas porcarias...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  3. Eu estou comprado sim, mas, dizer que são porcarias é outra questão. Prefiro argumentar tecnicamente o assunto que, aliás, não é absurda a proposta. O setor de petróleo no Brasil tem que passar por uma reestruturação. Tem medidas políticas, entre elas perseguirmos o objetivo de integrar a OPEP e por parte das empresas, talvez fusões e incorporações. Taí, um motivo para abrir um debate amplo entre os executivos do setor. Fingir de avestruz só vai piorar a situação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E qual o problema em estar comprado? Ele, por acaso, recomendou (ou, ao menos, sugeriu) compra das ações? Além disso, exatamente por estar comprado, ele tenta demonstrar alternativas de recuperação e rentabilidade do patrimônio dispendido nesta josta gigantesca chamada Petrobrás, e quem sabe, recuperar as outras petrolíferas brasileiras...

      É tão difícil assim entender o conceito?

      Excluir
    2. Só para esclarecer: quem escreveu que está comprado foi um dos anônimos. Eu não estou comprado em PETR4 e sempre achei caro esse papiro, principalmente pós capitalização do pré-sal.

      Excluir
  4. Este comentarista não entende nada do assunto. Os seus comentários demonstram desconhecimento total do assunto que pode ser por ignorância ou dolo....

    ResponderExcluir
  5. Esse é o problema de ficar preso com os investimentos no Brasil. O setor de petróleo, um dos mais lucrativos do mundo, não passa de um piada aqui. O colapso da OGX e a corrupção da Petro são o retrato do país. Não existe análise que preveja o rombo causado pela quadrilha que se apossou da Petrobras.
    O mundo está recheado de oportunidades melhores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, Investidor Internacional. No caso da OGX, acho que foi uma fraude contra o mercado, feita de forma descarada pelo Feike Batista, que deveria ser preso e ter todos seus bens tomados para indenizar aos prejudicados.

      Excluir
    2. "... que deveria ser preso e ter todos seus bens tomados para indenizar aos prejudicados."

      A culpa é toda sua!!

      Somente tu és responsável por teus eventuais ganhos ou perdas.

      Take care and good luck!

      Excluir
    3. Anônimo 29/12/14, é verdade que há riscos em investir nos micos da bovespa.

      Mas o mercado de capitais não é putaria. Há regras. O Feike tem culpa sim e cometeu crimes contra o sistema financeiro e contra o mercado de capitais.

      Por isso, acho que foi uma fraude contra o mercado, feita de forma descarada pelo Feike Batista, que deveria ser preso e ter todos seus bens tomados para indenizar aos prejudicados.

      Não confunda crime financeiro com perdas "normais".

      Excluir
  6. Boa noite meu Rei

    A quantos anos não lhe mando uma mensagem! Como vão os negócios? Tudo em cima com os fundamentos? Vendendo muitas análises! Acho que ja fazem uns 3 anos que não conversamos! Ainda acredita firmemente que os fundamentos podem lhe ajudar a solucionar os problemas do universo?


    Ass: O palhaço do rei. 'Alegrando nosso rei das blues as black chips

    ResponderExcluir
  7. Bom dia, Rei!

    Mais uma vez, parabéns pelo artigo, que mostra uma boa alternativa não só para resolver parte dos problemas da Petrobrás, como também salvar as combalidas empresas privadas menores,especialmente as do grupo EBX.

    Falando nelas, teria como você escrever um artigo estimando o ganho de caixa da OGX caso a Justiça penhore e reverta a renda dos bens penhorados do Feike Batista para indenizar os minoritários?

    No mais, tenha um ótimo Carnaval, e até a próxima.

    Ass: do seu velho cliente comprador de análises de "micos" (hehe)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Julio Baptista.

      Não dá para estimar esse possível ganho na OGX por causa dos processos judiciais. Parece que a indenização, CASO SAIA, irá para o bolso dos acionistas que foram prejudicados. Pelo menos é o que parece, mas, sua hipótese não pode ser descartada: uso da grana recuperada para injetar na OGX, afinal, foi de lá que roubaram.

      Tomara que a justiça brasileira consiga achar os BILHÕES que o Feike Batista roubou. Foi sim uma fraude descarada, que ajudou a bolsa de valores brasileira a ficar com má fama. O cara cuspiu no mercado de capitais. Tem sim que ir preso e ter todos os bens confiscados.

      Eu acho que o Feike Batista armou o crime junto com aqueles sócios dele, camuflados debaixo dos fundos CAMF (Centennial Asset). Torço muito para que a PF e Judiciário consigam achar toda essa grana.



      ==================================================
      "Julio Baptistafevereiro 14, 2015
      Bom dia, Rei!

      Mais uma vez, parabéns pelo artigo, que mostra uma boa alternativa não só para resolver parte dos problemas da Petrobrás, como também salvar as combalidas empresas privadas menores,especialmente as do grupo EBX.

      Falando nelas, teria como você escrever um artigo estimando o ganho de caixa da OGX caso a Justiça penhore e reverta a renda dos bens penhorados do Feike Batista para indenizar os minoritários?

      No mais, tenha um ótimo Carnaval, e até a próxima.

      Ass: do seu velho cliente comprador de análises de "micos" (hehe)"

      Excluir